O que é melhor para o nutricionista: criar uma marca ou ser a própria marca?

Essa é uma dúvida comum que recebo. “Devo criar uma marca ou eu devo ser minha própria marca?”. Explicando melhor, muitas pessoas têm dúvida entre se deve criar uma marca, por exemplo, “nutrição eficaz”, “nutriequilíbrio”, ou algo do tipo com qualquer nome que seja. Ou, já adiantando que é a melhor opção, você ser a sua própria marca. Ou seja, seu paciente não vai ser apresentado a você, ao seu serviço com um nome genérico, será o seu nome.

Não que criar uma marca seja ruim, mas vou explicar o porquê você ser sua própria marca pode te trazer resultados bem melhores enquanto nutricionista. Atualmente e mais do que nunca, as pessoas se conectam com pessoas. Lógico que isso não se aplica a todos os tipos de negócios. Por exemplo, quando compra um celular, a marca daquele celular não é o nome do dono da empresa.

Porém, você já viu quantos youtubers ou pessoas da mídia estão sendo contratadas para serem “a cara da empresa”? Fazendo comerciais, aparecendo, entrando na empresa. As companhias estão fazendo isso para não serem mais genéricas, terem mais personalidade. E isso acaba atraindo as pessoas porque, justamente como falado no início, pessoas se conectam com pessoas.

Seu cliente ou possível cliente só vai pagar pelo teu serviço se confiar em você. E você sabe que não existe uma melhor forma de passar confiança do que ver a outra pessoa. Ver como se posiciona, a segurança de como se posiciona, isso é quase um “olho no olho”. Você não pode ter vergonha de aparecer, de mostrar quem você é e se esconder atrás de uma marca. Lembre: quem não é visto, não é lembrado.

Gostou das nossas dicas? Se tiver dúvidas e sugestões, entre em contato conosco. Compartilhe com seus colegas e desfrute da EasyDiet, o melhor software de atendimento nutricional do mercado!

EasyDiet, feito por nutricionistas para nutricionistas.

Autor do texto: Matheus Medeiros