Como atender pacientes que têm condições fora da sua especialidade

Na prática do consultório, é comum a gente se deparar com casos que não nós sentimos confortáveis ou seguros. Então como atender pacientes que têm condições fora da sua especialidade?

Já falamos sobre isso mais especificamente em vegetarianos, mas claro que isso pode acontecer em qualquer caso. Talvez não se sinta segura agora em atender, por exemplo, crianças, ou atletas de alto rendimento, ou qualquer outra condição. Mas ao se deparar com essas situações que não são da sua “área” e sair da zona de conforto não é tão ruim assim.

Se você não estiver segura de fazer a prescrição na hora da consulta, você pode simplesmente orientar de forma geral sobre alimentação saudável e falar que o plano alimentar vai ser entregue depois, e que nele será trabalhado todas as especificidades para o caso e objetivo dele, por isso o plano não será entregue na hora da consulta. Então a partir desse momento, há 3 pontos que você deve executar para começar a atender com excelência essas condições fora da sua zona de conforto:

Estudar o caso.

Primeiro, começar pelo básico. Consulte livros sobre a fisiologia daquela condição, assim você já vai começar a entender de forma geral o que acontece naquele caso. Depois você deve buscar artigos científicos sobre condutas nutricionais da condição em questão, possíveis necessidades nutricionais específicas (como por exemplo, distribuição de macronutrientes diferente da população em geral, necessidade aumentada de algum micronutriente específico que você se atentar na adequação) e isso já vai te dar uma boa base para conduzir o caso.

Discutir o caso com colegas nutricionistas.

Trocar experiências nessa situação é extremamente produtivo e te dará boas informações sobre o caso. Saber sobre condutas que funcionaram ou não para aquela condição e ter conhecimento de especificidades no atendimento para que você melhore no próximo são exemplos dos benefícios de recorrer a colegas nutricionistas.

Discutir o caso com outros profissionais de saúde.

Sabemos que o trabalho multidisciplinar é essencial para o sucesso do tratamento do paciente em hospitais e isso não é diferente no atendimento em consultório. Conversar o médico, educador físico e os profissionais que estão cuidado do caso do paciente junto com você é fundamental para você ter mais conhecimento sobre aquela condição e ter mais segurança na prescrição nutricional.

Tenha a certeza que executando esses 3 pontos, sua conduta nutricional estará embasada cientificamente e você terá bem mais segurança de atender não só uma, mas qualquer condição fora da sua zona de conforto.

Gostou das nossas dicas? Se tiver dúvidas e sugestões, entre em contato conosco. Compartilhe com seus colegas e desfrute da EasyDiet, o melhor software de atendimento nutricional do mercado!

EasyDiet, feito por nutricionistas para nutricionistas.

Autor do texto: Matheus Medeiros


FEITO POR NUTRICIONISTAS PARA NUTRICIONISTAS

Impacte mais vidas por meio da nutrição com a EasyDiet!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nome *

um × quatro =